Feeds:
Posts
Comentários

De receita simples, este bolo foi trazido na bagagem dos primeiros imigrantes Alemães para a região Sul do pais e é até hoje um dos mais pedidos nas padarias…

Então, se for passear por Blumenau em Santa Catarina, não deixe de parar em uma padaria do local e experimentar essa delicia!!!

20120916-234902.jpg

20120916-234914.jpg

Anúncios

Gente! Completamos SEIS anos de casados, não poderíamos deixar de vir aqui pra contar, né? A vida anda corrida demais. Pé no chão, cabeça nas estrelas! Mas aqui ainda é o nosso canto!

Seis anos. Bodas de AÇÚCAR. Que tema delícia, né? Muitas inspirações, pouco tempo … mas fazemos de tudo pra não deixar passar em branco uma data tão querida como essa.

Aqui estão algumas sugestões pra inspirar vocês também!

O Pimenteiro

O Pimenteiro

O Pimenteiro

O Pimenteiro

O Pimenteiro

O Pimenteiro

Os seis anos de casados também representam as Bodas de Perfume. Minha sugestão é eleger um perfume de ambiente delicioso pra representar essa data. Eu, particularmente, adoro! Sugiro qualquer um da linha da L’Occitane. São maravilhosos!

Por hoje é isso queridos amigos. Esperamos que todos estejam felizes no curso de suas vidas, seguindo sempre com amor e fé.

Beijos do casal.

Quentão!

Oba, é tempo de festa junina!! Passeando pelas imagens dos nossos arquivos encontramos esse quentão e NA HORA veio à tona o aroma e o sabor da bebida e aqueeeela vontade de compartilhar com vocês.

Alguns o chamam de vinho quente, outros dizem que o legítimo é de cachaça, mas lá no Sul o fazemos com vinho e prá nós é simplesmente Quentão hehehe.

Experimente! A gemada dessa receita faz TODA, TODA, TODA a diferença! Huuuuum!

Ingredientes:

1 garrafa de vinho tinto seco. Os Pimentas usaram um vinho argentino de 10 reais do Supermercado.

1 xícara de açucar

4 pedaços de canela em pau (ou a gosto)

1 colher de sopa de cravo (ou a gosto)

1 gema

Preparo:

Ponha o vinho em uma panela para ferver. Misture o açucar e as especiarias. Aprecie a liberação dos aromas. Hummm.

Bata uma gema com umas duas colheres de açúcar muuuuito bem batidinha (até ficar bem branquinha). Acrescente essa gema batida após a fervura do vinho. Vai fazer subir o quentão. abaixe rapidamente o fogo, deixe uns dois minutinhos e voilà!

De tomar RE-ZAN-DO!

Abraço dos Pimentas

Como é bom ter tempo para aproveitar pequenos momentos que a vida nos oferece, né? Tempo pra um pouco de romantismo, pra ser “bobo”, pra rir sem motivo, pra viajar sem sair do lugar… sim, porque de gente chata o mundo já está cheio! haha

Amo essa cesta de piquenique, um achado de viagem! A foto fica pra inspirar você também! O tempo é tão curto. A vida tão corrida. Não desperdice seus dias com estresse. Gaste tudo com quem você gosta e admira!  🙂

Louca por um piquenique num dia ameno de inverno!

Bjs da Pimentinha

#dica_rápida

Sempre considerei tirar maquiagem com shampoo Johnson uma grande sacada. Realmente é. Mas depois de um tempo a área dos olhos começa a ficar ressecada demais, pelo menos em mim.

Foi então que descobri nos blogs de make o demaquilante Bi-facil da Lancôme. Foi amor à primeira vista. (#futilidadesfeminininas rsrs).

Mas ele é caro e resolvi buscar um concorrente. E… achei! O demaquilante da Sephora é muito, mas muito semelhante e o preço absurdamente mais convidativo. E agora vende no Brasil!

Sou fã número 1 e o shampoo johnson foi definitivamente aposentado.

Quer conferir os preços e características? Clica aqui.

Bjs!

Pimentinha

Tem coisa melhor do que viajar e experimentar os sabores de cada região? A rica gastronomia brasileira nos guarda surpresas onde quer que a gente vá, e é o que faz cada nova viagem ser uma verdadeira delícia. E não são só as cozinhas mineira, gaúcha e baiana que tem suas especificidades, não. Cidades como Rio de Janeiro e Curitiba têm uma culinária típica, forte e bem gostosa para apresentar aos turistas. Quem gosta de uma boa mesa pode fazer reserva de hotel nessas duas cidades, já que a pancinha terá diversão garantida por lá durante o passeio.

No Rio de Janeiro a principal delícia local são as combinações mil que os cariocas fazem com feijão preto, que pode ser considerada uma iguaria carioca pelo valor que o grão tem pelo estado fluminense. Pois bem. O feijão preto é o protagonista de um prato de origem africana que o Brasil inteiro conhece muito bem, mas que lá pelas bandas do Rio de Janeiro fica ainda mais delicioso: a típica feijoada. Seja gorda (com pedaços de porco ou boi) ou “magra” (com no máximo um baconzinho pra contar história) a feijoada é uma delícia em qualquer restaurante do Rio. Procure, inclusive, pelos temáticos que servem o prato principalmente aos domingos.

Ao se hospedar em um hotel no Rio de Janeiro certifique-se de que ele tem um bom restaurante ou se fica perto dos lugares onde você poderá degustar o melhor das comidas típicas da capital fluminense. Ainda no cardápio de “tradicionalismos culinários” cariocas estão o pastel de camarão, o croquete de carne, o bacalhau ao forno, a dobradinha, a paella estilo espanhola, arroz com brócolis e moqueca de cação – isso quem contar as comidas dos quiosques de praia, que basicamente se dividem em pratos a base de camarão, caranguejo e lagosta. Para a sobremesa, aposte no famosíssimo “toucinho do céu”, delícia feita de ovos com amêndoa, além do cuscuz de leite condensado com coco, outro doce que os cariocas amam.

Nas orlas das praias aposte em um pacotinho de biscoitos Globo, feitos de polvilho e uma das mais importantes iguarias da cidade do Rio de Janeiro, por sua tradição e simplicidade – e exclusividade, já que só existe lá, praticamente. Seja qual for a sua opção de comida, a de bebida é quase unânime: um chopp gelado para acompanhar sempre cai bem nesse Rio 40º.

Em Curitiba o chopp também é um bom acompanhamento para os pratos típicos da cidade, que tem muita influência da cozinha caipira dados os movimentos de ocupação do estado do Paraná. A principal iguaria da capital paranaense é conhecida como “Barreado”, e feita de carne cozida com temperos e ervas que geralmente é servida com banana, farinha e pirão. Esse prato, que representa todo o estado do Paraná, surgiu em 1720, por conta de uma breve passagem dos açorianos a caminho do porto de Itajaí, e consiste em cozinhar a carne até desfiar em uma panela de tampa “barreada” com água e farinha – daí o nome da especialidade.

Outra opção para o turista que busca opções diferenciadas na hora de comer é saborear uma deliciosa costela, servida em restaurantes especializados nessa carne, também conhecidos como “Costelões” – Esses restaurantes, muitas vezes, servem a costela 24h por dia, e acreditem, vivem cheio de apreciadores dessa delícia.

Além disso, quem procura por hotel Curitiba para fechar o passeio pode se deliciar no restaurante do estabelecimento ou das redondezas os pratos com frango, bem comuns na região, pratos de tradição alemã e portuguesa e, claro, o churrasco – a deliciosa jóia da coroa da região sul do nosso país.

Abraço,

Os Pimentas

Algo que tenho desde os meus 14 anos é o prazer pela culinária. A possibilidade de misturar diferentes ingredientes e transformá-los em uma boa refeição me traz uma satisfação igual a mergulhar, viajar ou concluir algum projeto no trabalho. Quem gosta de cozinhar sabe bem o que estou falando, e sabe também que todo cozinheiro tem umas quatro ou cinco receitas preferidas, certo?

Dentro das minhas TOP5, posso garantir que uma delas é o pirão de peixe. Uma receita rápida de preparar e saborosa para degustar. Como não sou de ficar guardando segredo de receitas, aqui vai a minha:

Ingredientes:

  • 2 Cebolas médias picadas
  • 4 Dentes de alho fatiados
  • 1/5 Alho poró fatiado
  • 1 Tomate grande picado
  • 1 xícara de cheiro verde picado
  • 1 Lata de Atum ou Sardinha
  • 1 Filé de peixe branco cortado em cubinhos
  • 2 Colheres de extrato de tomate
  • 1 xícara de farinha de mandioca
  • Sal e Pimenta a gosto

Preparo:

  • Em uma panela grande adicione 2 colheres rasas de azeite de oliva
  • Em fogo médio adicione a cebola e refogue até começar a ficar dourada
  • Adicione o alho poró e os dentes de alho e continue a dourar
  • Adicione o tomate
  • Adicione o peixe branco e o deixe cozinhar por 5 minutos
  • Adicione o cheiro verde
  • Adicione a latinha de atum ou sardinha
  • Cozinhe o preparado por alguns minutos até incorporar o sabor dos ingredientes
  • Adicione o extrato de tomate
  • Tempere com sal e pimenta a gosto
  • Desligue o fogo da panela
  • Despeje meia xícara de farinha de mandioca e mexa bem até iniciar a liga do pirão
  • Vá despejando e mexendo o restante da farinha até chegar ao ponto desejado
  • A Farinha retira um pouco do sal e da pimenta então experimente e adicione se achar necessário

O Resultado é o que você pode conferir nessas fotos. Junto com o pirão eu servi um filé de peixe branco grelhado e uma salada de alface com um molho pesto misturado ao requeijão.

Espero que tenham gostado,

Abraços,

Sr. Pimenta